Conjugalidade

Os Fundamentos da Conjugalidade na perspectiva bíblica


A conjugalidade tem o seu norte sob a perspectiva da Função Familiar, nomeadamente no binômino macho-fêmea. Todavia, o aspecto conceitual da conjugalidade se sustenta a partir do que se entende por “identidade“, visto que é na convivência, no relacionamento, dentro da dinâmica conjugal, que vai ser formado a “Identidade Conjugal”.

Nesta palestra o termo Conjugalidade é explorado, portanto, a partir deste conceito de “Identidade Conjugal“. O meu entendimento vai no sentido que o casamento não é uma entidade em si, o casamento não vem o possui as pessoas. O casamento vai sendo construído no processo conjugal, ou seja, na dinâmica da conjugalidade, fazendo com que sujeitos dos processo – macho e fêmea -, a partir da individualidade, posicionam-se sob a perspectiva da convivência, onde no contexto da vivência comunitária, leva os “de fora” a dizer: este casal é “lindo”, é “romântico”, é “calmo”, ou: “é uma tragédia”.

Com este olhar vamos trabalhar no sentido de responder a questão: quais os fundamentos bíblicos da conjugalidade? Nesta palestra apresento apenas, entre tantos, três fundamento que chamo de estruturais: 1) O Fundamento da Coespecificidade (macho e fêmea); 2) Fundamento da Idoneidade (aptidão, capacidade, competência); 3) Fundamento da Relação (reprodução, companheirismo e prazer).

Espero o seu contato!


Diretrizes para Realização de Palestras